Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285963
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Instituições e desenvolvimento = críticas e alternativas à abordagem de variedades de capitalismo
Title Alternative: Institutions and development : critiques and alternatives to the varieties of capitalism approach
Author: Amitrano, Claudio Roberto, 1973-
Advisor: Silva, Antonio Carlos Macedo e, 1959-
Abstract: Resumo: Nos últimos anos tem crescido o debate em torno do papel das instituições na performance econômica. Dentre as diversas vertentes que analisam este possível papel encontra-se a chamada abordagem de Variedades de Capitalismo (VoC), desenvolvida, sobretudo, a partir dos trabalhos de Peter Hall e David Soskice. Segundo os proponentes desta abordagem a questão relevante reside no fato de que não apenas as instituições influenciam o desempenho econômico, mas que o fazem por meio de uma forte complementaridade. A existência desta complementaridade tem como conseqüência uma forte inércia, de modo que as economias não apresentariam tendência de convergência ao longo do tempo, seja do ponto de vista de suas instituições, seja em termos de taxas de crescimento. O objetivo desta tese consiste em investigar a consistência teóricometodológica da noção de complementaridade institucional e sua relação com a mudança institucional e a performance econômica. A despeito da concordância com a tese da VoC, de que a divergência entre países se configura mais como regra do que como exceção, a hipótese principal deste trabalho é que existe uma incongruência na abordagem de Variedades de Capitalismo entre os conceitos de instituição, complementaridade e o modelo teórico que norteia a análise da performance econômica. Neste sentido, pretende-se ao longo do trabalho demonstrar que uma definição distinta de instituição, associada não só a padrões comportamentais, mas também à noção de modelos mentais de interpretação, é capaz de conferir maior robustez ao conceito de complementaridade. Esta noção requer que se leve em conta três elementos na definição de instituição: incerteza fundamental, racionalidade limitada e reciprocidade. Além disso, procurar-se-á demonstrar na tese que a relação entre complementaridade e performance econômica, quando mediada por um conceito de instituição adequado, se articula e confere sentido às noções de regime de demanda e de produtividade dos modelos pós-keynesianos de crescimento

Abstract: The debate surrounding the role of institutions in economic performance has grown in recent years. Among the various strands that analyze this possible role is the one called Varieties of Capitalism (VoC) approach, developed by Peter Hall and David Soskice. According to proponents of this approach the relevant question lies in the fact that not only institutions influence the economic performance, but they do so through a strong institutional complementarity. The existence of this complementarity implies a strong inertia, so that economies would not converge over time, neither from the point of view of its institutions, nor in terms of growth rates. The goal of this thesis is to investigate the theoretical-methodological consistency of the concept of institutional complementarity and its relationship with the institutional change and economic performance. Despite the agreement with the central thesis of VoC, that divergence between countries is much more a rule than an exception, the main hypothesis of this thesis is that there is an inconsistency in the Varieties of Capitalism approach between the concepts of institution, complementarity and the theoretical model that guided the analysis of economic performance. In this sense, we intend to demonstrate that a distinct definition of institution associated with, not only behavioral patterns, but also to the very notion of mental models of interpretation, is able to confer greater robustness to the concept of complementarity. This concept requires consideration about three elements in the definition of institution: fundamental uncertainty, bounded rationality and reciprocity. In addition, will be shown that the relationship between complementarity and economic performance, when mediated by an appropriate concept of institution relates and gives meaning to the concepts of demand and productivity regimes of post Keynesian models of growth
Subject: Capitalismo
Instituições financeiras
Economia keynesiana
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: AMITRANO, Claudio Roberto. Instituições e desenvolvimento = críticas e alternativas à abordagem de variedades de capitalismo. 2010. 225 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/285963>. Acesso em: 16 ago. 2018.
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Amitrano_ClaudioRoberto_D.pdf2.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.