Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288530
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Caracterização da propolis vermelha : sua origem botanica e o efeito sazonal sobre sua composição quimica e atividade biologica
Title Alternative: Characterization of red propolis : its botanical origin and the seasonal effect on its chemical composition and biological activity
Author: Bueno-Silva, Bruno, 1983-
Advisor: Rosalen, Pedro Luiz, 1960-
Abstract: Resumo: Entre as própolis brasileiras, urna nova própolis ainda não classificada de acordo com Park et al., 2002 e denominada de própolis vermelha originária do estado de Alagoas (Nordeste do Brasil), tem mostrado resultados interessantes em relação a sua composição química e atividade biológica em estudos preliminares. Assim, o objetivo principal deste trabalho é identificar a origem botânica da própolis vermelha, a composição química e atividade biológica do extrato etanólico da própolis (EEP) e do extrato etanólico da resina da planta (EER), avaliar o efeito sazonal sobre a composição química e atividade biológica do EEP e do EER. Esses objetivos foram atingidos através das seguintes metodologias: 1- observação do comportamento de visita das abelhas à . vegetação próxima à colméia; 2- comparação dos perfis químicos dos vegeÜlis visitados pelas abelhas coletoras de resina e da própolis vermelha, obtidos por cromatografia líquida de alta eficiência em fase reversa e análises complementares, estabelecendo-se assim, as características entre ambos os materiais, visando à identificação do marcador biológico botânico e 3- avaliação da influência do efeito sazonal anual sobre a própolis vermelha e sua vegetação fonte por meio da atividade antimicrobiana e perfil químico, com coletas bimensais das amostras durante o período de 1 ano. A atividade antimicrobiana foi avaliada por meio da Concentração Inibitória Mínima (CIM) e Concentração Bactericida Mínima (CBM) e os microrganismos usados foram: O Streptococcus mutans UA159, Streptococcus sobrinus 6715, Staphylococcus aureus ATCC25923 e Actinomyces naeslundii ATCC 12104. Os resultados demonstraram o mesmo perfil quimico entre o EEP e o EER da planta Dalbergia ecastophyllum (L.) Taub., cuja característica foi a alta concentração relativa das isoflavonas 3-hidroxi-8,9-dimetoxipterocarpin e medicarpina. Os perfis químicos do EEP e do EER, obtidos ao longo do ano, através do testes químicos, apresentaram-se distintos dos perfis dos demais 12 tipos de própolis brasileiras já classificadas e variaram quantitativamente de acordo com a sazonalidade. A CIM variou entre 15,6-125 'mu'g/rnL e a CBM de 31,2 - 500 'mu'g/mL considerando os 4 microrganismos àvaliados. Conclui-se que esta própolis, cuja origem botânica é a Dalbergia ecastophyllum, pode ser classificada corno o 13° tipo de própolis, de acordo Park et al., 2002, e tanto o EEP quanto o EER apresentaram alta atividade antimicrobiana, os quais poderão ser utilizados para pesquisas futuras de novas moléculas no controle da cárie dental

Abstract: Among the Brazilian propolis, new propolis not yet classified, according to Park et al., 2002 and called of red propolis, originary from Alagoas state (Northeast of Brazil), have showed interesting results in preliminary studies in our laboratories. Thus, the main objective of this work is to identify the botanical marker of red propolis, the chemical composition and biological activity of extract ethanolic of propolis (EEP) and the extract ethanolic of resin of plant (EER), verifying the effect of seasonal period on chemical composition and antimicrobial activity of EEP and EER. This objective was reached through the following methodologies: 1- observation of bee behavior in visiting vegetation next beehive; 2- comparison of chemical profile of vegetables visited by bees for collecting resin with red propolis, gotten for liquid chromatography of high efficiency in phase reverse and complementary analyses, for establishing the common characteristics between both materiaIs, aiming to identification of botanical biological marker; 3- evaluation of influence seasonal annual effect on the red propolis and its vegetation source by means of the antimicrobial activity and chemical profile, with bymonthly collections of the samples during the period of 1 year. The antimicrobial activity was evaluated by Minimal Inhibitory Concentration (MIC) and Minimal Bactericidal Concentration (MBC) and microorganism used were Streptococcus mutans UA159, Streptococcus sobrinus 6715, Staphylococcus aureus ATCC25923 e Actinomyces naeslundii ATCC 12104. The results had the same demonstrated to chemical profile between the EEP and the EER of the plant Dalbergia ecastophyllum (L.) Taub. Whose characteristic was the high relative concentration of isoflavonas 3-hidroxi-8,9 dimetoxipterocarpin and medicarpina. The chemical profiles of EEP and EER varied quantitatively according to seasonal effect The CIM varied between 15.6-125 'mu'g/rnL and the CBM of 31.2 - 500 'mu'g/rnL. One concludes that these propolis, whose botanical origin is the Dalbergia ecastophyllum, can be classified as 13° type of propolis, according to Park et al., 2002 and the EEP and EER showed high antibacterial activity which can be used for future molecule research in the control of caries dental
Subject: Isoflavonas
Anti-infecciosos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BUENO-SILVA, Bruno. Caracterização da propolis vermelha: sua origem botanica e o efeito sazonal sobre sua composição quimica e atividade biologica. 2008. 40f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/288530>. Acesso em: 9 ago. 2018.
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bueno-Silva_Bruno_M.pdf1.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.