Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/344354
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Percepções de justiça e produtividade na transição para o pós-Fordismo
Title Alternative: Perceptions of justice and productivity in the transition to post-Fordism
Author: Moreira, Francisco Martins, 1980-
Advisor: Pereira, Marcelo de Carvalho, 1966-
Abstract: Resumo: A desaceleração da produtividade do trabalho a partir da década de 1970 é um fato bem estabelecido pela literatura econômica. Em sua investigação fenômenos relacionados a mudanças demográficas, preços de commodities, progresso tecnológico etc. foram levantados como causas prováveis. Nessa mesma direção, o presente trabalho analisa o efeito do comportamento dos trabalhadores sobre a produtividade agregada do trabalho. Empregando elementos da economia comportamental do trabalho e da teoria da regulamentação, apresenta as comparações salariais como estímulos à percepção da justiça, o que, por sua vez, conduziria a mudanças no empenho do trabalhador. Possíveis vínculos entre essa lógica microeconômica e a esfera macroeconômica são apresentados por meio da adição de elementos históricos, sociais e políticos vigentes no período de transição para o pós-fordismo, 1973-1995. Por fim segue a sugestão de uma correlação positiva entre a deterioração das percepções de justiça e a desaceleração da produtividade do trabalho para o período em questão, que seria provocada pelos menores ganhos do salário real

Abstract: A fact established by the economic literature is the slowdown of labor productivity since 1970s. Phenomena linked to changes in demographic, commodity prices, technological progress etc. have been proposed as causes for that problem. In addition to these explanations, the present work analyses the effects of workers behavior on aggregate labor productivity. Employing behavioral labor economics and régulation theoretical framewoks, the investigation presents wage comparisons as stimulus to perceptions of justice, which in turn leads to changes in worker's effort. An attempt to link those microeconomic outcomes to macro sphere is made by adding historical, social and political elements prevailing in the period of transition to post-Fordism, 1973-1995. Finally, a positive correlation between a decline in perceptions of justice and the slowdown in labor productivity, due to the fall in real wages growth, is suggested for the period in question
Subject: Justiça organizacional
Produtividade do trabalho
Fordismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MOREIRA, Francisco Martins. Percepções de justiça e produtividade na transição para o pós-Fordismo. 2020. 1 recurso online (88 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moreira_FranciscoMartins_M.pdf1.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.