Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/345749
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Jerarquía de monedas, soberanía monetaria y autonomía económica : la experiencia argentina entre 2003 - 2018 =Hierarquia de moedas, soberania monetária e autonomia econômica: a experiência argentina entre 2003 - 2018
Title Alternative: Hierarquia de moedas, soberania monetária e autonomia econômica : a experiência argentina entre 2003 - 2018
Author: Greco Laplane, Ezequiel, 1982-
Advisor: Conti, Bruno Martarello de, 1982-
Abstract: Resumo: Com ênfase em aspectos monetários e financeiros, com interesse tanto em questões de política econômica quanto de economia política, o objetivo da presente tese é articular três dimensões diferentes, porém relacionadas: o arcabouço teórico da hierarquia de moedas, a soberania monetária e a autonomia de política econômica, à luz da experiência argentina entre os anos 2003 ¿ 2018. Dado esse objetivo, pretende-se contrastar a hipótese de que o caráter bimonetario da economia argentina reduz a soberania monetária, acrescentando dilemas e dificuldades sobre o grau de autonomia econômica, aos já impostos pelo caráter periférico do peso argentino no sistema monetário internacional. Para isso, o trabalho conta com três capítulos que tratam aspectos teóricos e empíricos, a partir de uma abordagem marcadamente pós-keynesiana e um olhar focado no realismo crítico. O primeiro deles coloca, inicialmente, as principais características dos Sistema Monetário e Financeiro Internacional contemporâneo enfatizando seu caráter hierárquico e assimétrico, para depois trazer elementos que contribuam na definição de um conceito de soberania monetária, a partir de uma interpretação da moeda como uma "criatura do Estados" e o resultado de convenções sociais. O capítulo se encerra com uma análise dos impactos destas duas dimensões sobre a terceira, a autonomia econômica, resgatando as diversas relações entre as esferas e definindo algumas relações causais. O segundo capitulo, com uma perspectiva global, faz uma periodização do ciclo internacional de liquidez definindo três períodos, cada um com particularidades diferentes; trata aspectos centrais sobre a apertura econômica, a integração financeira e o papel dos controles de capitais; e, utilizando indicadores consagrados na literatura especializada, traz as primeiras evidencias empíricas para o caso argentino, sobre o grau efetivo de integração e o grau de financierização. O terceiro capitulo, com uma perspectiva doméstica, aprofunda sobre a dinâmica da economia argentina entre os anos 2003 ¿ 2018, à luz da periodização definida previamente. Trazendo uma análise sobre a trajetória macroeconômica, a dinâmica do setor externo, os controles de capitais adotados e os impactos nos preços macroeconômicos chave (taxas de câmbio e de juros), avalia-se criticamente os diversos aspectos exógenos e endógenos, estruturais e conjunturais, que interatuam na articulação das esferas propostas

Abstract: With particular interest on monetary and financial issues, and with an interest both in questions of economic policy and political economy, the objective of this thesis is to articulate three different dimensions, although related: the theoretical body of the currency hierarchy, monetary sovereignty and economic autonomy, all in light of the argentine experience between 2003 - 2018. It is intended to contrast the hypothesis that the bi-monetary nature of the argentine economy reduces monetary sovereignty, which adds more negative effects to the already presents as result of the peripheral nature of the Argentinian peso in the International Monetary System. The loss of monetary sovereignty places additional challenges on the degree of autonomy of policy space in the country (ie reducing it). For this, the work has three chapters that address theoretical and empirical questions, based on a markedly post-Keynesian approach and a focus on critical realism. The first one places, initially, the main characteristics of the International Monetary and Financial System, highlighting its hierarchical and asymmetric nature, bringing after that, elements that contribute to the definition of a concept of monetary sovereignty, based on an interpretation of the currency as a "Creature of the State" and in turn, the result of a social convention. The chapter closes with an analysis of the impacts of these two dimensions on the third one, the autonomy of policy space, emphasizing the various relationships between these spheres and defining some causal relationships. The second chapter, with a global perspective, periodizes the international liquidity cycle in three periods, each with different characteristics; it deals with central aspects of economic opening, financial integration and addresses the first empirical evidence for the Argentine case on the effective degree of integration and its degree of financialization. The third and last chapter, with a domestic perspective, delves into the dynamics of the Argentine economy between 2003 ¿ 2018, in light of the previously defined periodization. Bringing an analysis on its macroeconomic trajectory, the dynamics of the external sector, capital controls and the impacts on two key macroeconomic prices (the exchange rate and the domestic interest) the various endogenous and exogenous, structural and conjunctural aspects are critically analyzed
Subject: Argentina
Hierarquias
Soberania
Autonomia
Globalização
Language: Espanhol
Editor: [s.n.]
Citation: GRECO LAPLANE, Ezequiel. Jerarquía de monedas, soberanía monetaria y autonomía económica: la experiencia argentina entre 2003 - 2018 =Hierarquia de moedas, soberania monetária e autonomia econômica: a experiência argentina entre 2003 - 2018. 2020. 1 recurso online (255 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
GrecoLaplane_Ezequiel_D.pdf3.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.