Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/347375
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Nietzsche : verdade como metáfora e linguagem como dissimulação
Title Alternative: Nietzsche : truth as metaphor and language as dissimulation
Author: Arcaro, Matheus Henrique do Amaral, 1984-
Advisor: Giacoia Junior, Oswaldo, 1954-
Abstract: Resumo: O presente trabalho objetiva perscrutar os meandros da verdade a partir da perspectiva linguística do jovem Nietzsche e a valorização nietzscheana do conhecimento estético ou metafórico em detrimento ao conhecimento lógico-discursivo-conceitual. Na Introdução, traçaremos um panorama da noção de verdade, com ênfase em sua versão correspondentista e, em seguida, apresentaremos a crítica de Nietzsche a esta visão, mostrando que o caminho construído pelo autor desemboca na arte. No primeiro capítulo, faremos um mapeamento dos textos que "circundam" o ensaio Sobre Verdade e Mentira no Sentido Extramoral, desde alguns fragmentos póstumos, passando pelos textos preparatórios a O Nascimento da Tragédia e chegando propriamente à primeira obra publicada por Nietzsche, O Nascimento da Tragédia, promovendo o trânsito entre os póstumos e a obra édita. Terminamos o capítulo com o fragmento 12 [1], que é uma espécie de ponte para o próximo passo. No segundo capítulo, faremos uma detida análise do ensaio Sobre Verdade e Mentira no Sentido Extramoral, no qual Nietzsche defende sua perspectiva de que a verdade é uma metáfora cristalizada, que o ser humano é genuinamente um criador e que os conceitos nascem porque os homens se esquecem que são criadores de metáforas, trazendo à luz a crença no conhecimento verdadeiro. Por fim, nas Considerações Finais, apontaremos que não é exclusividade das obras juvenis de Nietzsche a crítica que ele empreende à verdade e mostraremos que sua visão sobre a arte como alternativa plausível à "necessidade de verdade", em grande medida, mantém-se em obras posteriores

Abstract: This work aims to scrutinize the meanders of truth from the young Nietzsche's linguistic perspective and the nietzschean appreciation of the metaphor or esthetics knowledge to the detriment of the conceptual-discoursive-logic knowledge. At the introdution we will trace an overvew of the notion of truth, enphasizing on his correspondentist version; afterwards we will present Nietzsche's critics to this point, showing that the way constructed by the author leads to art. In first chapter we will make a mapping on the texts that "surround" the essay On Truth and Lie in a Nonmoral Sense, from some posthumous fragments, going through preparatory texts on The Birth of Tragedy and getting to the first Nietzsche's published work The Birth of Tragedy, making the passage between the posthumous and the published work. We finish the chapter with the fragment 12 [1], which is a kind of bridge to the next step. In second chapter we will make a detailed analysis of the essay On Truth and Lie in a Nonmoral Sense, in which Nietzsche defends his perspective that truth is a crystallized metaphor, that the human being is genuinely a creator and that the concepts are born because men forget they are metaphor creators, bringing to light the belief in true knowledge. For the final considerations we will point that is not exclusively of the youthful works by Nietzsche the criticism he engages to truth as well as his sight about art as a plausible alternative to the "necessity of truth", largely, remains in later works
Subject: Nietzsche, Friedrich Wilhelm, 1844-1900
Linguagem
Verdade
Conceitos
Metáfora
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ARCARO, Matheus Henrique do Amaral. Nietzsche: verdade como metáfora e linguagem como dissimulação. 2020. 1 recurso online ( 184 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Arcaro_MatheusHenriqueDoAmaral_M.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.